domingo, 24 de maio de 2009

Eu acho ridículo. Mais do que ridículo eu acho patético. Eu acho muitas coisas na verdade.
Eles não deviam ter esse direito, nem essa capacidade. Eles não deviam saber como criar essa fantasia na sua cabeça e depois simplesmente irem embora. Como se não houvesse dificuldade alguma nisso. Como se eles não sentissem nada e como se não tivesse tido significado algum. Eles não deviam dizer tchau e serem capazes de andarem para frente sem nunca olharem para trás. Eles deviam sentir dor ou pelo menos remorso. Deviam sentir vergonha das promessas que fizeram e que foram ditas só como um jogo que de repente perdeu a graça e o sentido. Deviam agir como pessoas.
É sempre assim. Eles escrevem a história perfeita e quando se cansam simplesmente a esquecem. Desistem, seguem adiante sem problema algum. E o que fica para trás é a garota que acreditou nas promessas e nas conversas. E é ela, quem acaba machucada, e cheia de cicatrizes. É ela que acaba com a dor de algo perdido e a idéia de ser uma ingênua burra.
É tão fácil para eles. Eles chegam, fazem a garota se apaixonar e então vão embora quando enjoam. Não ligam para aquela pequena palavra chamada sentimento, nem as conseqüências de seus atos.
A verdade? A verdade é que no final eles todos são egoístas.
A verdade é que no final, eles sempre fogem.

2 comentários:

Marcelle disse...

Eles tem vento na cabeça. Deve ser isso.
Egoístas e medrosos.
Porque se não fossem medrosos eles não abandonariam tudo assim, de repente. Me-dro-sos.

(excluo o Nick, e o John Mayer, e o Seth Cohen)

JehJK disse...

"Eles têm vento na cabeça. Deve ser isso.
Egoístas e medrosos."
Me identifiquei com esse post :/